O MIT criou drones com rodas que sabem circular nas estradas: autónomos e mais eficientes

Acho que ninguém está indiferente à enorme quantidade de aplicações práticas que os drones estão a provar saber fazer, contudo a sua autonomia não é exatamente a melhor das suas características. Tentar incluir um sistema de movimento híbrido pode tornar os trajetos mais eficientes energeticamente.

Os investigadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts são os que estão a jogar com a ideia, construindo uma série de drones autónomos que podem circular num palco, em terra e no ar.

O que dizem é que o voo consome muito mais energia do circular no chão, pois tem de levantar o peso e lutar contra o vento. Se não é necessário ter de voar o tempo todo, e se podemos aproveitar as estradas, por que não fazê-lo?!

O que é mostrado no seguinte vídeo é um sistema funcional de pequena escala, no qual os pequenos drones têm rodas para se moverem de forma autónoma como se fossem carros.

 

 

O deslocamento de um modo para outro será feito usando um algoritmo baseado em inteligência artificial, que tem em consideração se o caminho é possível através do solo, ou, se energeticamente, é mais lucrativo fazê-lo através do voo.

Parece muito distante a ideia de montes de veículos autónomos a circular em nosso redor, por terra, mar e ar, mas alguém deve estar a criar as bases para todo esse trânsito futuro.

Por enquanto, estão a lidar com oito veículos numa minicidade, com parques de estacionamento, pistas, prédios e duas áreas bem diferenciadas que só são acessíveis pelo voo.

 

drones autonomos

Deixe o seu comentário...

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *