Este coração artificial impresso em 3D é um passo para salvar milhões de vidas

Todos os dias, nos Estados Unidos da América, cerca de 3.000 pessoas entram na lista de espera para um transplante de coração. Um número assustador. Como é óbvio, infelizmente, não existem corações para todos de forma instantânea. O que significa que, enquanto não aparece um dador, o paciente deve estar ligado a uma grande máquina que ajuda a bombear o sangue para o corpo. A má notícia é que poucos sobrevivem. É por isso que cientistas e investigadores estão à procura de formas de melhorar as atuais bombas de sangue.

Investigadores da ETH Zürich apresentaram um novo projeto. Consiste num coração impresso em 3D que ajuda no trabalho de bombeamento de sangue para o corpo, enquanto o paciente aguarda um transplante, ou então, enquanto o seu coração recupera. A vantagem deste, ao contrário de projetos semelhantes, é que palpita como um coração real.

 

A chave está nos batimentos

A ideia de corações sintéticos não é nova. Já há vários anos vemos projetos semelhantes e um até já salvou a vida de um bebé. A diferença, neste caso, é o foco em algo provisório e direcionado para manter o bombeamento de sangue. Daí a importância dos batimentos cardíacos, um marco nunca antes alcançado neste tipo de materiais.

Este coração foi criado com silicone suave impresso em 3D que imita o órgão humano de forma surpreendente! Possui dois ventrículos, direito e esquerdo, e a sua própria câmara de ar que funciona como um músculo. Esta câmara é inflacionada e desinflacionada por meio de ar pressurizado, conseguindo assim bombear o fluido.

 

Animated GIFs - Find & Share on GIPHY

 

O seu peso de 390 gramas é muito semelhante ao do coração humano. A má notícia é que o seu uso está limitado a aproximadamente 3000 batimentos, ou seja, entre 30 a 45 minutos de uso contínuo. É um pequeno inconveniente, mas o importante é que este projeto abre a porta ao desenvolvimento de novas técnicas e experiências. O primeiro passo já foi dado.

Nicholas Cohrs, que faz parte da equipa de desenvolvimento do coração, explica que este é apenas um projeto, um teste de viabilidade onde o objetivo não era apresentar um coração pronto para transplantes, mas pensar numa nova direção para o desenvolvimento de bombas e corações artificiais que poderão salvar a vida de milhões de pessoas que estão nas listas de espera.

 

Deixe o seu comentário...

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *