Assim é o exo-braço de código aberto que dois jovens engenheiros estão a criar por apenas 100 dólares

Quando pensamos em exo-esqueletos ou nos diferentes componentes que o formam, vem-nos à cabeça armaduras dispendiosas com vários benefícios, sim, mas ao alcance de muito poucos. Mas dois jovens engenheiros eslovenos querem mudar isso e estão a desenvolver um exo-braço simples, de código aberto, com um custo de apenas US $100, para que qualquer pessoa que precise possa pagar, especialmente para idosos.

É denominado ExoArm, tem um coração Arduino e estão a tentar programar tudo com um código fácil de entender e de modificar. Têm um primeiro protótipo funcional capaz de levantar pesos de 10 quilos e, de momento, focalizam a primeira etapa de desenvolvimento no controlo do próprio braço, para depois polirem o design do projeto.

 

 

“Estamos a desenvolver um projeto exo-braço relativamente barato e simples, mas potente, que permita uma fácil utilização“, explicam no projeto. “O que é especialmente importante para os idosos e outros que precisam desse tipo de ajuda no quotidiano”.

O exo-braço é muito fácil de colocar: apenas é preciso colocá-lo no braço e ajustar duas tiras. Quando os sensores detetam que está a mover o braço, enviam uma ordem para o ExoArm para que este se mova também, sem ter de fazer força. Desta forma, mesmo que tenha braços fracos, pode mover objetos relativamente pesados. Tão simples quanto isso.

Quanto aos materiais que utilizam, estão todos listados na página onde o projeto foi divulgado e são muito rudimentares. Entre os componentes, encontramos, por exemplo, placas de alumínio, um Arduino Uno/Nano, um motor de limpa para-brisas para carro e uma bateria Li-Po de 5500mAh. Também possui um sensor muscular para saber quando o braço é movido.

 

Um trabalho ainda em desenvolvimento

exo-braço

 

Deve ter-se em conta que este é um projeto ainda em desenvolvimento, e que, portanto, há ainda um caminho a percorrer. Na verdade, o primeiro protótipo só consegue mover o braço para baixo, embora já estejam a trabalhar em conseguir que este se mova para cima, colocando um segundo sensor.

O próximo passo, como explicado, é que o braço consiga determinar se temos um objeto suspenso no ar para poder agir de acordo, calculando a sua massa e, assim, calibrando a força que é necessário usar.

O projeto é completamente aberto e, no portal onde divulgaram o projeto, colocaram o arquivo .ino Arduino para que qualquer um possa observar o código e contribuir com ideias e soluções para os problemas que estão a ocorrer ao longo do caminho. O objetivo final, lembramos, é criar um exo-braço de fonte aberta e acessível. Existe ainda um vídeo no qual os criadores mostram peça por peça o processo de montagem.

 

 

Como dissemos antes, de momento estão numa fase inicial onde estão a concentrar-se em conseguir que tudo funcione corretamente, como têm em mente. Uma vez finalizado este processo, o projeto será polido antes de serem apresentados os primeiros protótipos finais.

Se tudo correr bem, talvez em alguns meses, tenhamos diante de nós um exo-braço que possamos construir. O código que o move será desenvolvido e só teremos de instalá-lo no Arduino. Também saberemos quais materiais necessários e qual o processo de montagem.

Deixe o seu comentário...

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *