HTC U11: o smartphone de alta qualidade que se deixa apertar

Os que viveram o amanhecer do Android não podem ignorar o facto de que a HTC foi uma empresa fundamental, com produtos que marcaram muitos utilizadores e com vendas impressionantes em muitos mercados, especialmente nos Estados Unidos. Mas a história complicou-se com a evolução da competição.

Aqui estão os Taiwaneses a tentar novamente, com características bastante competentes e um design muito marcante.

Doze anos de inovações na HTC mostraram-nos que temos sempre de estar cientes dos seus telemóveis, mesmo que não passem pelo seu melhor momento de vendas.

 

 

Para os que pensaram que o HTC U Ultra ia ser o smartphone de topo da temporada, e que o modelo abaixo seria o HTC 11, vão ter uma surpresa com o HTC U11. Um dispositivo superior em características, que melhora os pontos críticos do Ultra, e ousa com inovações, como por exemplo o reconhecimento de pressão nas laterais.

Design brilhante e resistente

Pode ver no material gráfico que acompanha esta notícia que é, claramente, uma continuação do que nos oferecem os terminais Ultra da empresa: muito colorido – branco, preto, azul, vermelho e prateado- e reflexos por um tubo na parte de trás . Mais uma vez, vidro em todas as faces possíveis juntamente com alumínio, sendo assim o que eles chamam de liquid surface.

 

htc u11

 

A escolha torna-o um terminal resistente e leve, mas o design metálico do HTC 10 é, na nossa opinião, mas agradável. Neste telemóvel não houve a eliminação de frames como no LG G6, Mi Mix e Galaxy S8, fizeram um bom trabalho em manter um aspeto mais “tradicional”.

Como no Ultra, e seguindo os passos do iPhone, a entrada para fones foi eliminada, tem de se usar a entrada USB-C e um adaptador, que felizmente vem incluído.

Quão grande é? Possui um ecrã de 5,5 polegadas, o que torna maior do que o HTC 10. Usa a tecnologia de ecrã Super LCD, com resolução Quad HD.

As dimensões físicas não são nada de espetacular para este tamanho de ecrã: 153,9 x 75,9 x 7,9 milímetros, e pesa 169 gramas. Possui ainda uma bateria de 3.000mAh.

 

htc

 

Apertar as laterais: Edge Sense

Possivelmente o seu aspecto frontal normal está relacionado com a tecnologia utilizada nos lados do telemóvel. O HTC U11 está em conformidade com o certificado IP67, por isso tem uma resistência significativa à água.

Os seus sensores laterais – zona inferior – detetam aderência, toque e pressão. O software identifica e pode fazer diversas coisas com isso. Ao contrário de uma superfície tátil, funciona com luvas, e quando está molhado.

 

edge sense

 

O Edge Sense é a parte do sistema que tira partido disso: tirar fotografias, ações contextuais em aplicações, acesso direto a algo, alterar o volume, etc.

Alexa no telemóvel

O smartphone não fecha as portas aos assistentes pessoais, inicialmente, temos acesso às duas melhores opções: o Google Assistent, que é invocado com um “Ok Google”, e um convidado especial, como Alexa.

O assistente da Amazon também acorda ao reconhecer o seu nome e estará disponível de acordo com o mercado. Na China a opção será Baidu Duer.

A versão Android com a qual será lançado é Nougat 7.1.

Uma câmara da melhor qualidade, segundo DxO

A apresentação da câmara está ligada ao trabalho da DxOMark, que dizem que a sua solução marca uma pontuação de 90. Isso é tão interessante como publicitário, vamos ter que ver o que é realmente capaz de fazer um sensor de 12 megapixeis. A grande parte do mérito relativo a essa pontuação pode estar relacionado com a lente com abertura f/1,7 e estabilização.

 

htc u11

 

htc

 

É interessante saber que há um modo Pro com suporte RAW e no que diz respeito ao vídeo, pode gravar-se em 4K, ou 1080p a 120 imagens por segundo. HTC diz que introduziu uma tecnologia de gravação de áudio 3D chamado acoustic focus (lembre-se, existem quatro microfones).

A câmara frontal é de 16 megapixeis, associada a uma lente com abertura f2,0 e um ângulo de 150 graus. Possui estabilização através de um sistema eletrónico.

Snapdragon 835 e BoomSound

A HTC nunca teve problemas em conseguir o hardware da Qualcomm, e neste smartphone possui o Snapdragon 835, já visto no Galaxy S8, Xiaomi Mi 6 ou Sony Xperia XZ Premium. Ótima escolha a este nível.

Não esquecemos a memória, que no caso da RAM é de 4GB, enquanto que para o armazenamento é de 64GB (UFS 2.1). O último é expansível com cartões microSD até 2TB. Na China haverá uma versão com 128Gb e 6GB de RAM.

 

htc novo smartphone

 

Para aqueles que têm dúvidas: o HTC BoomSound continua presente. Um dos pontos positivos da marca é mantido com a intenção de ter o melhor som estéreo em telemóveis. Dizem-nos que redesenharam o sistema com uma câmara acústica maior.

Adiciona-se também o bloqueio de ruído nos auricularesUSonic Noise – aproveitando o microfone do telefone. Aliás, a HTC parece bastante orgulhosa dos fones que serão incluídos no pacote de compra:

 

fones htc u11

 

HTC U11, quando?

O telefone vai ser posto à venda em todo o mundo no início de junho. Em alguns pontos importantes para a marca já será nesta semana. O principal desafio deste smartphone é ir para o mercado com um bom preço, e não parece que 749 euros seja a quantia mais competitiva.

 

htc u11

 

 

 

 

Deixe o seu comentário...

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *