MOXIE: Aparelho da NASA que produzirá oxigénio em Marte

Viajar a Marte é algo com que o ser humano sonha há algum tempo. E a verdade é que estamos mais perto do que nunca de isso se realizar. No entanto, existem alguns entraves que nos têm impedido de avançar com a ideia.

A atmosfera marciana é constituída, na sua maioria, por CO2 (~96%). Sendo o oxigénio quase inexistente (0,13%). Este é um grande problema. Sem oxigénio, torna-se muito difícil explorar o planeta e voltar à Terra. Então o que pode ser feito para contornar isso?

Foi a esta pergunta que a NASA tentou responder. A conclusão a que chegaram foi: se não o podemos encontrar lá, teremos de fabricá-lo. Vejam a importância deste elemento.

 

Um elemento químico com multifunções

De facto, o oxigénio é algo fundamental que torna a exploração espacial mais rigorosa, fácil e segura. A utilização deste, é uma das melhores opções para se começarem a desenvolver tecnologias de utilização in-situ, de grande relevância para a exploração do espaço. Para além disso, o O2, em forma gasosa, é necessário para respirar em Marte. E em forma líquida, pode ser um combustível fantástico para voltar a casa, sem ser necessário levar da Terra.

“Quando enviarmos humanos para Marte, queremos que eles voltem em segurança, e para fazer isso precisam de um foguetão que levante voo no planeta. Um propulsor de oxigénio líquido é algo que podemos fazer lá sem termos de levar connosco daqui. Uma ideia seria levar um tanque de oxigénio vazio e enchê-lo em Marte.” disse Michael Hecht, o principal investigador do projeto.

 

moxie

 

MOXIE (Mars Oxigen In-Situ Experiment) é um dispositivo que produzirá oxigénio, na atmosfera marciana, a partir de dióxido de carbono. No fundo, funciona como uma árvore. Impressionante certo?

Possui uma potência de 300 watts e uma taxa de produção de 10 gramas de O2 por hora. O MOXIE recolhe CO2, comprime-o e submete-o a um processo eletroquímico a mais de 800 graus, para produzir oxigénio por eletrólise.

Isto é o que sabemos das especificações do protótipo. Também temos conhecimento que o próximo Rover da NASA, o Mars 2020, terá um pequeno MOXIE integrado para testar o conceito.

 

moxie

 

Este é um passo muito importante para testar a utilização de recursos in-situ e para conhecer o efeito do pó marciano neste tipo de dispositivos. Estaremos perante a chave para colonização marciana?

Deixe o seu comentário...

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *