Todos os carros da Volvo serão elétricos ou híbridos a partir de 2019: inicia-se o adeus aos motores de combustão

A Volvo havia dado pistas sobre a sua nova estratégia há algumas semanas, quando confirmou que iriam abandonar o desenvolvimento de motores a diesel. Mas depois disso lançaram uma nova bomba, uma mais ambiciosa que os coloca no papel do primeiro grande fabricante que deixará de vender carros exclusivamente com motores de combustão.

A Volvo confirmou que, em apenas dois anos, todos os carros que comercializam serão elétricos ou híbridos, não haverá mais carros com motor de combustão. Uma aposta arriscada, mas interessante, que a coloca na vanguarda da adoção de tecnologia elétrica em veículos e com a qual pretendem vender um milhão de carros elétricos até 2025.

O princípio do fim para o carro com motor de combustão interna

Håkan Samuelsson, CEO da Volvo, disse que a decisão está tomada e está ciente de que é arriscado, mais ainda quando 50% das suas vendas na Europa são de carros a diesel, mas também sabe que não pode ignorar o progresso. É avançar ou morrer.

Por esta razão, a Volvo não investirá mais no desenvolvimento de motores de combustão interna e vai concentrar-se em motores elétricos. A partir de 2019 todos os carros que venderem devem ter um motor elétrico, independente ou junto a um motor a gasolina.

A empresa planeia lançar cinco carros elétricos novos entre 2019 e 2021, dois dos quais serão comercializados sob a marca Polestar, enquanto os outros três serão vendidos como Volvo. Além disso, alguns dos modelos mais emblemáticos da empresa serão adaptados para trabalhar com motores híbridos. Também anunciarão novos carros “mild-hybrid” que terão um novo sistema de travagem regenerativo e aproveitarão em maior medida o uso do motor elétrico.

 

volvo

 

Android e Nvidia juntam-se à Volvo

Mas isto não é tudo, nesta nova estratégia também confirmou que a próxima geração de veículos virá com sistema operacional Android, não o Android Auto, mas Android, o sistema operacional completo. Este servirá para controlar todos os sistemas do veículo, como controlos, conectividade e sistema de entretenimento, com o qual procuram dar um passo importante na implementação de sistemas operacionais em automóveis.

Além disso, a Volvo anunciou uma aliança com a Nvidia, que irá ajudar a desenvolver a tecnologia para a implementação de sistemas de condução autónomos, que veremos no mercado em 2021.

Como vemos, a Volvo está a converter-se, de dia para a noite, num dos fabricantes mais interessantes do mercado.

 

Deixe o seu comentário...

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *