Viseu vai ter um transporte público não tripulado

Viseu irá receber no início do próximo ano o primeiro transporte público não tripulado do país. O nome do transporte será Viriato. É silencioso, autónomo, não poluente e vem substituir o funicular. A poupança anual será de $80 mil euros.

Este novo transporte é completamente eléctrico e portanto muito menos poluente do que as soluções que recorrem a combustíveis fósseis. É silencioso e funcionará 24 horas por dia, todos os dias da semana. A implementação do Viriato nas ruas de Viseu será feita gradualmente, porque a legislação actual em Portugal não permite que este tipo de transportes ande livremente pelas cidades. Numa primeira fase, vai circular apenas numa rua, fazendo a ligação entre a Cava de Viriato e o centro histórico da cidade. Não precisa de andar sobre carris e é conduzido por inteligência artificial. Um sensor na parte frontal fará o veículo parar automaticamente caso esteja próximo de um obstáculo.

É um produto português

O Viriato é desenvolvido por uma empresa portuguesa. A empresa chama-se Tula, é de Coimbra e também se irá instalar na cidade de Viseu.

As características do veículo

O Veículo tem um motor de 60 kw da Siemens, tem 9 metros de comprimento e suporta 24 lugares. Tem autonomia para 60 km e pode atingir uma velocidade de 40km/h. É um veículo lento, mas a ideia não passa por ganhar corridas.

Substituir um transporte antigo e limitado

O objectivo deste transporte é substituir o actual funicular. Durante a apresentação oficial do veículo na Portugal Smart Cities Summit (que decorreu na quarta-feira em Lisboa) o presidente da câmara de Viseu, António Almeida Henriques, referiu que “como (o funicular) provoca ruído, não pode circular à noite”. Assim sendo, o facto do Viriato ser silencioso abre a porta para que a rede de transportes da cidade se torne mais presente durante a madrugada.

Viseu será a primeira cidade portuguesa a dispor de um transporte coletivo de passageiros autónomo”, sublinhou Almeida Henriques. “Com o Viriato, alargaremos a oferta de transportes em Viseu, diminuímos a pegada ecológica e reduzimos os custos suportados pelo Município.

Deixe o seu comentário...

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *